O papel é o material mais consumido e o resíduo de maior descarte nas atividades jurídicas. Embora não se perceba, o impacto ambiental desse uso é imenso.

Saiba que:

• A produção de uma tonelada de papel consome de duas a três toneladas de madeira

• A produção de 1 kg de papel consome 540 litros de água

• As plantações extensivas de eucalipto para produção de celulose esgotam os recursos hídricos ressecando o solo e reduzindo drasticamente a biodiversidade

• O branqueamento do papel, no Brasil, é feito com o uso, entre outros produtos, de dióxido de cloro, que libera dioxinas, substâncias comprovadamente cancerígenas

O uso racional do papel é conduta de responsabilidade ambiental e social.

Dica: Economize papel, juntando aos processos apenas os documentos realmente necessários. A natureza agradece.

 


TJRS Ajuris NIAJ - Ajuris MP-RS DPE-RS PGE-RS TJSP EPM – Escola Paulista da Magistratura Defensoria Pública do Estado de São Paulo Procuradoria Geral do Estado de São Paulo Tribuna de Justiça - MS