Condenada mulher por morte da irmã em Bento Gonçalves

Em julgamento encerrado por volta das 17h desta quinta-feira, 11/7, o conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Bento Gonçalves considerou culpada Ana Paula Marim Bittencourt pela morte da irmã, Aparecida. Em depoimento durante a sessão do júri a ré confessou ter premeditado e cometido o crime, em 2/8/17.

Com base no veredito, a Juíza de Direito Fernanda Ghiringhelli de Azevedo estabeleceu a pena da ré em 19 anos de reclusão em regime inicial fechado. Ana Paula seguirá presa.


Júri foi presidido pela Juíza Fernanda Ghiringhelli de Azevedo
(Foto: Divulgação/Comarca de Bento Gonçalves) 

O fratricídio aconteceu na casa da vítima, onde a ré morava há alguns meses. Ana Paula atacou Aparecida de Fátima Marim Bitencourt, primeiro asfixiando-a e, em seguida, desferindo vários golpes de faca contra o peito, conforme a denúncia. Foi causa da morte a hemorragia em razão dos ferimentos.

Processo nº 21700060442 (Comarca de Bento Gonçalves)


EXPEDIENTE
Texto: Márcio Daudt
Assessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arend
imprensa@tjrs.jus.br
 


Publicação em 11/07/2019 18:29
Esta notícia foi acessada: 820 vezes.

Tweetar