Carregando...
A consulta de processos de execução criminal deve ser feita via Portal PEC.
Para acessar o Portal PEC clique aqui.
A consulta de processos de execução criminal deve ser feita via Portal PEC.
Para acessar o Portal PEC clique aqui.
Aguarde...

Publicação da Unidade de Imprensa do TJRS que consiste em um glossário onde são apresentados, em linguagem simples e objetiva, os principais termos jurídicos e seus significados.

A linguagem jurídica é uma linguagem técnica e, às vezes, não é entendida pelo público interessado nas decisões do Poder Judiciário.

Preocupados com esta situação, foram produzidas duas obras no âmbito do Tribunal de Justiça disponibilizadas abaixo.

A primeira, Manual de Linguagem Jurídica, 6ª edição, elaborada em 2012 pelo Departamento de Taquigrafia e Estenotipia do TJRS,  expõe as Padronizações adotadas no Tribunal de Justiça. Também discorre sobre Estrangeirismos, Abreviaturas, Siglas e Símbolos nos textos jurídicos e administrativos.

A segunda obra, Entendendo a Linguagem Jurídica, criada pelo Conselho de Comunicação Social/Unidade de Imprensa, objetiva traduzir aos Jornalistas e público em geral os termos processuais e os tipos de processos, além de explicar sobre a estrutura dos órgãos julgadores e outros assuntos. Foi editada em 1999 com uma destinação certa: os jornalistas que freqüentam cada vez mais as salas dos Foros e dos nossos Tribunais. No entanto, o trabalho vem ultrapassando este público ao ser aproveitado também para treinamento de servidores, por estudantes e pelo público em geral. O Desembargador Carlos Alberto Bencke, então Presidente do Conselho de Comunicação Social, afirma na apresentação: "Com a abertura cada vez maior dos julgamentos - públicos na sua essência - a imprensa passou a realizar a cobertura dos processos que dizem respeito mais de perto aos interesses da sociedade. Daí esbarrou nos termos técnicos e nas dificuldades de passar uma informação inteligível para o seu público consumidor. Por isso, a ideia de apresentarmos este glossário, com as principais expressões utilizadas nas decisões judiciais. Não esgotamos o assunto, mas esperamos contribuir para que haja uma melhor compreensão da linguagem jurídica".