Notícias

Corregedora visita centrais de atendimento do eproc

09/MAI/2019 - 15:18

Conferir os primeiros resultados da implantação do sistema eproc na Comarca de Porto Alegre. Esse foi o objetivo da visita realizada pela Corregedora-Geral da Justiça, Desembargadora Denise Oliveira Cezar, à Central de Atendimento ao Público (CAP) e às Centrais de Cumprimento Cartorário da matéria Cível e Família, em 8/5.

A distribuição do eproc no Judiciário gaúcho já superou os 10 mil processos e, no próximo dia 13/5, o sistema passa a ser obrigatório para a matéria cível na Comarca de Porto Alegre.

Desembargadora Denise Cezar conversou com servidores...

Desembargadora Denise Cezar conversou com servidores…

CAP

Como forma de disponibilizar estrutura para o atendimento de partes e Advogados, foi instalada no andar térreo, sala 109, no prédio do Foro Central II, em Porto Alegre, a Central de Atendimento ao Público (CAP). O local, que está em funcionamento desde novembro do ano passado, possui equipamentos de informática (computadores e scanners) destinados ao uso do público externo de 1º grau.

A centralização do atendimento presencial em local único e de fácil acesso tem por objetivo racionalizar a prestação do serviço e melhorar o atendimento dos operadores do direito e jurisdicionados.

A Corregedora-Geral da Justiça, Desembargadora Denise Oliveira Cezar, esteve no local e conversou com os servidores e Advogados. Ela destacou a pesquisa de satisfação realizada junto aos usuários sobre o atendimento da CAP: o resultado foi de 95,6% de aprovação. Foram avaliados tempo de espera, qualidade do sistema e cortesia dos atendentes. “Queremos que nosso usuário se sinta acolhido, bem atendido, com fácil acesso ao sistema”, ressaltou a Corregedora.

...e Advogados, onde obteve retorno positivo

…e Advogados, onde obteve retorno positivo
sobre o funcionamento da CAP

A Desembargadora foi recebida pelo Juiz-Coordenador da CAP, Antonio Claret Flores Ceccatto. A equipe de servidores é coordenada pela servidora Denise Nenê de Souza e está capacitada para prestar esclarecimentos aos usuários do eproc no que tange à visualização, peticionamento eletrônico e andamento processual. Também é atribuição validar o cadastro dos Advogados no eproc, quando realizado sem certificado digital.

Desde a implantação da obrigatoriedade do sistema eproc na matéria de Família em POA, em março deste ano, o atendimento no CAP dobrou, totalizando 711 atendimentos em abril.

Vara 100% digital

Após, a Corregedora-Geral foi à 8ª Vara de Família de POA. A unidade está operando 100% de forma digital e a titular da unidade é a Juíza de Direito Ana Paula Braga Alencastro. Conforme a magistrada, o eproc transformou o trabalho e o ambiente para melhor. A sala hoje não tem mais processos, está com mais luz e mais espaço e os usuários também estão satisfeitos. “A receptividade tem sido muito boa por parte dos Advogados. A sala ficou mais clara, limpa e organizada. Os servidores estão mais satisfeitos, pois aquele trabalho mecânico de numerar páginas, furar folhas, não existe mais”.

Instalada no térreo do Foro Central II, CAP auxilia usuários do eproc

Instalada no térreo do Foro Central II, CAP auxilia usuários do eproc
no que tange à visualização, peticionamento eletrônico
e andamento processual

CCC-Família e CCC-Cível

As Centrais de Cumprimento Cartorário das Varas de Família (CCC-Família) e das Varas Cíveis (CCC-Cível) foram criadas para atender a demanda de Porto Alegre com a implantação do eproc. As centrais realizam expedição de ofícios, mandados, cartas precatórias, entre outros.

O CCC-Família é coordenado também pelo Juiz de Direito Antonio Claret Flores Ceccatto e atende as cinco Varas de Família da Capital, e unidades dos Foros Regionais. Já o CCC-Cível é coordenado pela Juíza de Direito Elaine Garcia Nogueira e atende as 2ª, 6ª, 14ª e 16ª Varas Cíveis do Foro Central de POA.

Juíza Ana Paula Braga Alencastro (E),

Juíza Ana Paula Braga Alencastro (E),
titular da 8ª Vara de Família, 100% digital,
diz que eproc transformou para melhor o trabalho e o ambiente

Ao final da visitação, a Desembargadora Denise avaliou que a novidade está sendo bem recebida e está colaborando para a qualificação e celeridade da prestação jurisdicional. “A partir da visualização dos serviços, com o feedback de servidores, dos Juízes e usuários podemos dizer que estamos no caminho certo. O índice de satisfação está alto”, afirmou. “Toda implantação de um novo sistema exige alguns ajustes, mas vemos que as medidas estão sendo realizadas de forma satisfatória.”

Também participaram da visita o Juiz-Diretor do Foro da Comarca de Porto Alegre, Juiz de Direito Amadeo Henrique Ramella Buttelli; os Juízes-Corregedores Rosana Broglio Garbin (coordenadora), André Luís de Aguiar Tesheiner e Gioconda Fianco Pitt, além da assessora da Corregedoria Sheron Garcia Vivian.

Fonte: Imprensa / TJRS
imprensa@tjrs.jus.br
<< Voltar