Notícias

Eproc: Justiça estadual chega à marca de meio milhão de processos

04/MAI/2020 - 11:54

Nesta segunda-feira (4/5), a Justiça estadual atingiu a marca de 500 mil processos distribuídos pelo sistema eproc nas matérias cível e família desde sua implantação no ano passado. O processo eletrônico no eproc vem revolucionando o Judiciário gaúcho com ferramentas de trabalho mais modernas e tornando-se a cada dia mais digital.

O projeto de transformação tecnológica do TJRS vem incorporando outras ferramentas, como as videoconferências, que levam o processo eletrônico a qualquer lugar, assim como as técnicas de Inteligência Artificial, que estão automatizando processos que precisavam de envolvimento humano, “aprendendo” com os dados.

Gráfico mostra a evolução do sistema na Justiça gaúcha, de dezembro de 2018 a maio de 2020, quando chegou aos 500 mil processos. Incialmente, implranação na Vara de família e curatelas da Capital, após expansão para o cível no RS e Fazenda Pública

Evolução do sistema na Justiça gaúcha

Após a consolidação das matérias cível e de família, agora é a vez da matéria criminal e juizados da infância e juventude, sendo escolhida especialmente a matéria da violência doméstica para o piloto que será em breve anunciado, em conjunto com o cronograma completo de implantação no site do eproc.

Segundo o Juiz-Corregedor que representa a Corregedoria-Geral da Justiça no Comitê Deliberativo do eproc, André Luis de Aguiar Tesheiner, em 2020 o Judiciário gaúcho vai avançar a implantação para toda a área criminal e a Corregedoria está preparada para a capacitação de todos os servidores em aproximadamente seis meses. Também destaca que a tecnologia revolucionará a forma de trabalhar.

“A virtualização tem permitido trazer maior agilidade e eficiência na prestação jurisdicional, abreviando o tempo de tramitação dos processos. O eproc, especialmente, permite uma série de automatizações nos processos, o que, agregado às iniciativas de Inteligência artificial em andamento, mudará definitivamente a forma de trabalhar”.

Conforme o Diretor da Direção de Tecnologia da Informação e Comunicação (DITIC) do TJ, Antonio Braz, o eproc está transformando o modo como o Direito funciona de forma muito positiva e passou a incorporar diversas inovações, como as videoconferências e a inteligência artificial. “É momento de comemoração pela marca atingida e de avançarmos rapidamente para o ingresso 100% eletrônico”.

O eproc foi cedido gratuitamente e tem o desenvolvimento colaborativo entre o TJRS e TRF4.

Fonte: Imprensa / TJRS
imprensa@tjrs.jus.br
<< Voltar